domingo, setembro 14, 2008

Confissão


Muito bem, eu confesso que eu o matei. Eu o matei hoje às 2:15 da manhã eu sei, não nego, confesso que o fiz, não tenho vergonha de negar.


O que posso fazer? Estávamos sozinhos no meu quarto, meus pais dormiam no quarto em frente. Fazia silêncio, tudo estava escuro. Eu, quieta, esntretida nas sombras olhando os desenhos que o vulto do ventilador desenhava no teto apenas com a luz azul do relógio do vídeo e ouvindo um CD do U2 enquanto ele se arrastava pelo chão do quarto. Era um inseto, literalmente um inseto. Um inseto rastejante que nada podia fazer à força do vento às suas costas.


Em meio à todo aquele breu me levantei por um instante e caminhei até o banheiro. Precisava pensar. Foi então que decidi que daquela noite ele não me escaparia.


Maldito!

Pagaria por tudo o que me fez!


Todas aquelas feridas... tenho marcas dessas feridas...


Voltei para o meu quarto ainda não muito consciente do que iria fazer. Ele só me fez rir uma vez. Uma vez que Gdansk tentou pega-lo no pulo... era ridículo...


Ao entrar no meu quarto, fechei a porta atrás de mim e acendi a luz. Foi então que o vi ainda rastejando no chão, impossibilitado de reagir contra o vento. Ao me ver se apavorou, tentou fugir, mas fui mais rápida, passei a mão em um saco plástico que estava jogado no chão e o comprimi contra o chão com ele.


Fiz isso até ter certeza que ali já não havia mais vida.


Viu? Adimito que o matei... E porque esse ar horrorizado diante deste fato? Era apenas um mosquito...

13 comentários:

jcdigital disse...

Assassino !!

heheh

bom texto.

Danilo Cruz disse...

Tenho nojo da sua laia, kkkk

Brincadeira, adorei o post. kkkk

HoneyBee disse...

eu matei um passarinho dia desses -_-

Ele se jogou contra o meu carro. Fiquei triste.

Thierre Januth disse...

Uuhauhauh Assasina

Coitadinho do MusquitinhoO

o que ele te Fez,.....

Gostaria de Aproveitar e Convidar
a Visitar o Meu

Espero que Goste...
Começei hoje xD

Bom DomingoO...

█║│█│║▌║││█║▌│║ ®™

Antonoly disse...

Também admito que matei...
mais de 1000 insetos durante toda a minha vida e não me arrependo rsrsrrsrsrs.

www.blowgh.wordpress.com

Leticia disse...

"Nada sei sobre a vida do inseto que matei insignificantemente na parede, mas desconfio que era a única que ele tinha!" Ulisses Tavares

Mas era vc ou ele, nao se arrependa.
Bj!

Marcelo disse...

Legal... mas se fosse um Aedes Aegypti deixaria mais do que marcas. deixaria dengue...
Mate com classe, use aqueles aparelhinhos de tomada... rs
Aliás, será que aquilo mata ou só assusta?
sei lá..

Cleber Henrique disse...

Olá Joyce! Obrigado por visitar o Globalizar S/A e obrigado pela dica. O blog foi criado a duas semanas e ainda tô trabalhando nele. Apareça por lá mais vezes. Será bem-vinda!

Bj!

Cleber Henrique
http://globalizarsa.blogspot.com/

Alexandre disse...

Dá pra ficar horrorizado com o olho desse gato! Sinistro. Chamar o Cap. Nascimento pra ele, afinal, é gente (gente?) como ele q financia essa merda...

Mas ow, o mosquito deveria ter uns 8 quilos pra merecer tamanha importância. Deve tá felizão lá no céu dos mosquitos se gabando para os outros que não tiveram a mesma honra... :P

Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Vendedor de sonhos. disse...

hahahaha
no começo do texto, eu assutei
hahaha
mais depois vi, eu tambem tenho muita raiva de insetos que me machucam.
agora mesmo lotei meu quarto de inceticida, para nenhum pernilongo me picar.
hahahaha

Joyce disse...

oi
que texto legal!
Quem nunca viveu algo assim? srrsrsrs
Olha estou te add no meu blog.

Madame Rosmerta disse...

Ah! Ele mereceu!

Mosquitos não servem pra nada!

Só pra transmitir dengue, leishmaniose, malária, elefantíase!!!!! Aff!

Mata mesmo! Mata mais!

Jéssica de Paula disse...

Adorei o texto, muito criativo!
;D