segunda-feira, fevereiro 09, 2009

Até que ponto somos substituíveis?


O mundo atual anda tão caótico e cada vez mais contraditório. Ao mesmo tempo que você faz o máximo para se destacar, aperfeiçoar, iveste em você em busca dos ditos e famigerados diferenciais, você se torna simplesmente subsituível.

Eu já ouvi ameaças de substituições... "se não se enquadrar eu vou demitir nego e contratar alguém que faça do meu jeito...". Onde se encontra aquela história de cooperação, comprometimento...? Me diz como as pessoas podem se empenhar sob tal ameaça?

Meu chefe um dia me chamou de lado e disse que eu estava lá por merecimento, que eu passei no teste de qualificação, mas poucos dias depois ameaçou todos no escritório, todos...

Eu duvido que ele consiga encontrar pessoas com as mesmas qualidades que todos nós lá. Talvez pessoas mais competentes ou menos competentes ou mais criativas, ou menos criativas etc, etc... mas cada ser humano é único e eu acredito que com a injeção de ânimo certa todos rendem além das espectativas.

Eu sou substituivel para ele... sou estagiária... porém a estagiária que botou odem na bagunça que estava o quadro de estatísticas dele e que deu mais idéias do que outras pessoas que trabalham a muito mais tempo lá, me comunico melhor que utras pessoas que trabalham lá, falo idiomas melhor que outras que trabalham lá, e essas pessoas tem qualidades melhores do que a miha também, lógico!

Até que ponto se subistitui alguém? Até que ponto se descarta alguém?

Eu acredito que nem todos são substituiveis... mas que todos são atribuíveis....

2 comentários:

· Dany Souza disse...

Gostei muito do blog e dos seus textos.
Vou voltar mais vezes ;)
Beijoos

www.secrets-specials.blogspot.com

Roberto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.